CSC

Centro de Serviços Compartilhados

O que é um CSC – Centro de Serviços Compartilhados?

Muito se ouve falar sobre a criação de centros de serviços compartilhados, os CSC's, e sobre seu crescimento no Brasil. Mas, afinal, para que serve e como este conceito é aplicado em um negócio? O CSC funciona como uma ferramenta integrada à empresa que possibilita a criação de estratégias administrativas e transacionais. Isso significa que todo o trabalho que não é necessariamente o core business, ou seja, o trabalho principal da empresa começa a ser pensado como uma questão estrutural. A partir disso se inicia um processo de criação de estratégias para a melhoria destes serviços e de sua interação com todas as áreas da empresa, como financeiro, RH, TI, contabilidade, compras, etc. Desta forma, áreas diferentes da empresa passam a executar o trabalho de uma forma alinhada e centralizada. Pensando estrategicamente e de forma integrada, as empresas que adotam o sistema de CSC conseguem melhorar os resultados e até mesmo reduzir gastos e riscos.

O conceito de centro de serviços compartilhados foi criado nos Estados Unidos e na Europa em meados das décadas de 60 e 70. Artigos executivos publicados nos Estados Unidos já faziam referência ao conceito, utilizado por empresas que compartilhavam, entre si, “armazéns”, para estoque e distribuição de seus produtos (FRIEDMAN, 1975).

Os centros de serviços compartilhados no modelo até hoje utilizado surgiram na década de 80, em empresas como a Hewlett-Packard (HP) e, especialmente, a General Eletric (GE). Após perseguir por anos uma estratégia de descentralização, a GE percebeu que possuía em sua estrutura 45 sistemas de contas a pagar, 44 de livros/razões contábeis e 37 de ativos fixos. Com a implementação de um CSC, a empresa reduziu em 80% o número de sistemas financeiros (MECHLING; SCHWARZ, 2007).

No Brasil começou a ser aplicado na década de 1990. Hoje vem crescendo a sua aplicação em muitas empresas. Existem hoje em torno de 200 CSC’s no Brasil e a concentração ocorre nas regiões sul e sudeste. Somente como alguns exemplos, empresas como a EMBRAER, POSITIVO, VOTORANTIM, BRF (Sadia+Perdigão), ACCOR, SOLVÍ, Walmart, Johnson & Johnson, BRASKEM, Camargo Corrêa, BRASTEMP, BUNGE, ECORODOVIAS, SICRED, ALCOA, Máquina de Vendas, KLABIN, Mondelēz (antiga Kraft), Iguatemi empresa de Shopping Centers S.A., GERA VENTURE CAPITAL, MULTIGRAIN, SAINT GOBAIN, Grupo Imagem, UBEC, LAFARGE, LAUREAT EDUCATION INC, BRASIL KIRIN (Schincariol), Governo de Minas Gerais, AMBEV, GERDAU, SOLVAY, FIAT, NESTLÉ, ALGAR, ALL, Grupo Simões (Coca-Cola) e DOW possuem CSC’s no Brasil.

CSC do Grupo ROVEMA

Em 2004 o grupo Rovema centraliza as de backoffice em um escritório central e em 2006 cria-se a holding onde estavam centralizadas essas operações de backoffice (retaguarda com as atividades meio). Em outubro de 2013 o conceito de CSC começou a ser disseminado e em 2014 a parceria com a Fundação Dom Cabral elevou esse direcionamento ao estágio de estratégico.

Também em 2014 o CSC - centro de serviços compartilhados do grupo Rovema lança a sua primeira logomarca. A logo é um dos elementos de comunicação que passará a ser utilizados para a disseminação desse novo conceito no grupo.

Em agosto de 2014 o CSC do Grupo Rovema foi convidado pelo Instituto de Engenharia e Gestão (IEG) a participar do grupo de estudos sobre CSC chamado COOPERA+. O COOPERA+ tem como objetivo disseminar o intercâmbio das melhores práticas entre as empresas participantes deste grupo, realizar benchmarkings, entender tendências, criar oportunidades para ampliação e atualização de conhecimentos, cooperar para a melhoria da legislação associada e gerar conteúdo relacionado ao tema. O COOPERA+ é composto pelos seguintes CSC’s: 3M do Brasil, Máquina de Vendas, KLABIN, Mondelēz (antiga Kraft), Iguatemi Empresa de Shopping Centers S.A., GERA VENTURE CAPITAL, MULTIGRAIN, SAINT GOBAIN, Grupo Imagem, UBEC, Grupo Guanabara, LAUREAT EDUCATION INC..

SAC - Serviço de Atendimento ao Consumidor

Acesse o Jornal Rovema e fique bem informado

Mande seu currículo para nosso banco de talentos